Como lavar louça

Adriana Meis
3 min readNov 12, 2019

Você sabe lavar louça? Claro que sabe. Não é tão difícil assim.

Agora, você sabe lavar louça com mais produtividade, maior economia de água e detergente e melhor otimização do tempo?

Pois é, até pra lavar louça existe técnica. Vou ensinar uma que faria Taylor e Fayol arderem de inveja.

Louças pequenas não exigem tanto empenho, por isso vamos deixá-las de lado (até acumular na pia e daí valer a pena. Brincadeirinha!). Concentremo-nos nas louças homéricas, aquelas pós churrasco ou lasanha.

Se sobrou comida, coloque-a em potes e guarde na geladeira ou freezer. Durante a lavagem da louça, você já pode ir pensando em receitas estilo restê d’ontê para aproveitar com criatividade esses restos.

Comece pelo começo: esvazie na pia os copos e recipientes com líquido e jogue os restos de comida no lixo (no lixo indiferenciado; não misture com os recicláveis. "Ah mas minha cidade não recicla". Mas você recicla, e um dia sua cidade irá reconhecer seu pioneirismo). Depois, aproveite os guardanapos de papel usados para tirar o grosso da gordura e dos resíduos dos pratos. Coloque essa tranqueirada no lixo indiferenciado também.

Agora vem a parte mais estratégica: o mis-en-pia, a taxonomia da louça. Agrupe as peças por tipo e nível de sujeira: copos, recipientes de salada que não foi temperada e potes de sobremesa normalmente são os menos sujos; depois, pratos e travessas em que se serviu comida não muito gordurosa; por fim, os pratos e travessas com gordura, as panelas, frigideiras e formas.

Certifique-se de que não há resíduos na cuba. Feche o ralo. Coloque na cuba os pratos e travessas do grupo 2. O grupo 3, deixe de lado por enquanto (tipo, no fogão). O grupo 1, deixe perto de si porque ele é o primeiro da fila.

Ligue a torneira, umedeça a esponja, coloque detergente e comece a lavar as louças do grupo 1. Enxague-as. A água que escorrer do enxágue, contendo detergente, vai encher a cuba onde descansa a louça do grupo 2.

Ao terminar de enxaguar o grupo 1, coloque-o para secar e ataque o grupo 2, que está coberto de água e com a sujeira já um pouco amolecida. Se precisar, enxágue um pouco a esponja e atualize o detergente nela, mas não muito. A torneira pode ficar fechada, pois a água já está na cuba. É só ir ensaboando as peças e colocando-as na pia.

Ao terminar de ensaboar, é hora de esvaziar a cuba, fechar novamente o ralo e colocar nela a louça tipo 3.1 (pratos e travessas engordurados). Com a cuba cheia dessas louças, abra a torneira, enxágue o grupo 2 e coloque-o para secar. Mesma coisa: o grupo 3.1 vai estar coberto com a água do enxágue, e basta uma atualizada no detergente para você ensaboar suficientemente essa louça.

Com o grupo 3.1 ensaboado na pia, vem a hora do serviço pesado. Esvazie a cuba, feche o ralo e coloque ali o grupo 3.2 — as panelas e travessas gordurosas. Se você tem água quente na cozinha, é hora de usá-la.

Enxágue o grupo 3.1, deixando a água quente cair sobre o grupo 3.2. Depois ensaboe o grupo 3.2 e coloque-o na pia. Esvazie a cuba e feche o ralo. É hora de enxaguar o 3.2, também com água quente. Ao fim do enxágue, a cuba vai estar com um certo nível de água. Aproveite para lavar a própria cuba e o ralo.

Nessa altura do campeonato, a louça lavada estará secando em algum escorredor. A que foi lavada com água quente, talvez esteja até seca e já poderá ser guardada.

Pro serviço ficar completo, falta apenas o acabamento: limpar o fogão, tirar o lixo, lavar a lixeirinha e passar o rodinho na pia.

Você se sente uma pessoa mais capaz de tomar as rédeas de sua vida depois de uma louça bem lavada. E se usar luvas, uma pessoa mais capaz e com mãos de seda.

--

--